A palavra que nos define nesta semana é GRATIDÃO. 

Vencemos o TUDO OU NADA. E vocês são os maiores precursores dessa conquista. Alcançamos a meta mínima e o BNDES deu MATCH. 

Gratidão profunda a cada um de vocês desta rede de apoio que caminha para 500 pessoas. Vocês tornaram possível essa etapa importante da campanha ser concluída. Obrigada por cada mensagem de carinho e por cada compartilhamento. VOCÊS SÃO INCRÍVEIS. 

Reunimos uma equipe competente e dedicada que tornou quase impossível não bater a meta. Mas vocês superaram todas as expectativas e foram ainda mais longe que o previsto. 

Agora todas as contribuições estão garantidas (não retornam mais), assim como a finalização do filme que tornaremos realidade. O projeto foi finalizado com o total de 510 benfeitores doando para a nossa campanha e arrecadamos o valor de 156.361,00.

O BNDES concedeu mais três dias para a segunda meta, que vai possibilitar os recursos de acessibilidade e lançamento do filme em Cascavel, no Paraná, onde vive o Mestre Sirso. Os apoios continuam chegando e somando a essa rede que é tão parceira e acredita na força do coletivo.

Ainda tem tempo para mais benfeitores chegarem. Viva a força do coletivo.

Seja bem vindo a fazer parte da realização do projeto e fortalecer a potência do coletivo.

Para contribuir é só acessar o link: https://benfeitoria.com/mestresirsofilme

Na história do Mestre Sirso, existe uma imensidão de exemplos que comprovam a violação de direitos humanos cometido sobre o mestre, durante toda a sua vida. 

Durante a sua infância, ocorreu o aumento exponencial dos casos de meningite no Brasil. O governo Militar da época não admitia publicamente a epidemia, o que ajudou na propagação da doença pelo Brasil em curva ascendente até 1974. Sirso, foi um dos prejudicados com a falta de informação e acesso a vacinação. 

A Organização das Nações Unidas publicou oficialmente a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), em 10 de dezembro de 1948. Neste dia, um compromisso global entre países foi firmado com uma proposta de direitos semelhantes para todos. O Brasil, além de fazer parte desse grupo de países, foi uma das primeiras nações a ratificar o documento, sendo um dos 48 países que votou a favor da DUDH durante a Assembleia de 1948.

“Direitos humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos, independentemente de raça, gênero, idade, deficiência, condições de mobilidade, orientação sexual, identidade de gênero, nacionalidade, religião, territorialidade, cultura ou qualquer outra condição.” Em seus artigos, a DUDH expressa direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais, tendo como princípios gerais a universalidade, a indivisibilidade e a interdependência.

Alguns exemplos de Artigos presentes na Declaração dos Direitos Humanos

O cinema é um grande difusor de informação e através de suas narrativas transforma realidades e histórias. O universo educativo e cultural que o cinema proporciona é imenso e promove os direitos humanos a todos os cidadãos. 

Em sua primeira infância, Sirso, não teve acesso a educação básica, mesmo sendo seu direito garantido pela Lei de Diretrizes e Bases para a Educação Nacional e pela Declaração Universal dos Direitos Humanos que estabelece que “toda pessoa tem direito à educação”.

Em toda sua história de vida, somente vemos a garantia dos Direitos Humanos consolidadas, quando Sirso, encontra o Mestrinho que lhe oferece a oportunidade de se integrar a sociedade novamente fazendo parte da capoeira.

O filme “Mestre Sirso: quando o mundo é silêncio a vibração é mestre” propõe dar visibilidade ao protagonismo de Sirso na sua luta por igualdade de direitos, que representa a luta de muitos outros negros e surdos no Brasil. É uma história que revela também como os ouvintes são aliados essenciais para que inclusão de fato aconteça. 

Seja bem vindo a fazer parte da realização do projeto e fortalecer a potência do coletivo. 

Para contribuir é só clicar no linkhttps://benfeitoria.com/mestresirsofilme

Convocatória e resultado parcial:

O filme documentário, Mestre Sirso: quando o mundo é silêncio a vibração é Mestre , foi um dos selecionados na Rodada de Negócios. O nosso projeto foi escolhido para participar das 4 etapas: Descoloniza Filmes, Embaúba Filmes, Taturana Mobilização Social e Vitrine Filmes. 

O 1º Festival Internacional de Audiovisual Negro do Brasil (FIANb), é a Rodada de Negócio com espaço voltado para submissão de projetos, por empresas produtoras de associades ou vocacionadas, para apresentação em encontros com players do mercado nacional.

Em sua primeira edição, o objetivo é alcançar múltiplas realidades dos associados com o lab de produção executiva sendo o espaço pilar do evento de mercado, visando instrumentalizar mais pessoas negras nesse departamento estratégico da cadeia audiovisual. Os selecionados participaram de reuniões individuais via plataforma online nos dias 23 e 24 de novembro deste ano. 

O festival, trouxe em sua programação, obras audiovisuais de distintos formatos, espaço de mercado e formação que destacam as pautas e reflexões em torno de uma revolução comunicacional e as diferentes estratégias e ferramentas que os profissionais precisam se apropriar, num encontro de gerações de cineastas e produtores culturais com trajetórias artísticas em constante atualização e conectividade.

Buscando entender as múltiplas demandas que surgem em decorrência a identidades plurais, objetivos diversos e níveis de atuação também desiguais, a programação do festival incluiu espaços de diálogos que envolvam outras formas de atuação no audiovisual, como: VR, Narrativas Imersivas, Youtube e mais recentemente o Instagram, visto que estas redes sociais estão cada vez mais presentes através do audiovisual, como também são maneiras de disputar espaço de construção e afirmação de discursos e existências.

O nosso filme documentário “Mestre Sirso, quando o Mundo É Silêncio a Vibração É Mestre“, foi um dos dez projetos selecionados para a participação do programa Mentorias FIM20. 

O programa Mentorias, faz parte do projeto Festival Internacional de Mulheres no Cinema (FIM), que está em sua segunda edição. O intuito do projeto é criar conexões, trocas e intercâmbios que possam acelerar projetos audiovisuais de novos talentos femininos de todas as idades, etnias e regiões do Brasil. 

Mais de 250 cineastas, roteiristas e realizadores de todo o país participaram inscrevendo seus projetos de séries, longas-metragens e telefilmes documentais ou de ficção. Os dez projetos selecionados receberão consultoria online e individuais de um grupo de dez mentoras especialistas nas áreas de criação, produção, distribuição e negócios. 

As mentorias com profissionais especializadas permitirão que novos talentos femininos aprimorem abordagens, formatos e narrativas dos seus projetos e ampliem oportunidades de negócios e atratividade dos projetos junto a editais, fundos, canais, distribuidores, streaming, festivais. 

A seleção levou em conta originalidade do projeto, qualidade técnica e artística e adequação ao mercado, priorizando projetos em estágios intermediários de criação e produção. Cerca de metade das vagas foram destinadas a mulheres negras e indígenas, mirando a pluralidade de narrativas audiovisuais no cinema, TV e streaming. 

O FIM – Festival Internacional de Mulheres no Cinema, foi criado em 2018 visando a equidade de gênero na indústria cinematográfica e a valorização de filmes dirigidos por mulheres.

A nossa campanha de financiamento coletivo está no ar,  é para produção do documentário sobre o Mestre Sirso, um homem negro, surdo, que perdeu a audição vítima da epidemia de meningite, em 1974, e encontra na Roda de Capoeira a vibração para romper seu silêncio e ressignificar a sua vida.

Esse encontro trouxe transformações tão significativas na vida dele que merece ir para as telas e inspirar mais pessoas. O filme propõe dar visibilidade ao protagonismo de Mestre Sirso na sua luta por igualdade de direitos, que representa a luta de muitos outros negros e surdos no Brasil. É uma história que revela também como os ouvintes são aliados essenciais para que inclusão de fato aconteça. 

O projeto do documentário foi contemplado no programa Matchfuding BNDES+ e vai receber um investimento do banco BNDES, mas tem um desafio pela frente, por isso sua contribuição é importante. A produção tem que realizar a campanha de financiamento coletivo e arrecadar 1/3 do orçamento do projeto. Se não alcançar a meta, o projeto perde o apoio do BNDES e todo valor arrecadado na campanha retorna aos colaboradores. 

Seja bem vindo a fazer parte da realização do projeto e fortalecer a potência do coletivo. 

Para contribuir é só acessar o link: https://benfeitoria.com/mestresirsofilme

Caso haja qualquer dúvida entre em contato pelo email: mestresirso.filme@gmail.com

Sinta-se um@ benfeitor@

O projeto do documentário Mestre Sirso  é um dos contemplados pelo edital “Matchfunding BNDES+” pelo novo formato de financiamento coletivo chamado Matchfunding. A dinâmica da campanha ocorre da seguinte forma: para cada R$ 1 (um real)  arrecadado com pessoas, empresas e ong´s, o BNDES coloca mais R$ 2 (dois reais). O impacto da sua colaboração é triplicado! 😉 

Seu apoio torna você parte da realização desse documentário e fortalece a potência do coletivo. Você também contribui para preservação da memória desse bem cultural da humanidade que é a Capoeira, além de promover o audiovisual como ferramenta de inclusão e transformação de olhares.

Nossa campanha começou no sábado, 10 de novembro e vai até 15 de dezembro. Já temos amigos e gente engajada aguardando para contribuir. E você também quer ser parte dessa rede? Nossa meta mínima para arrecadar é R$ 152 mil. Dois terço desse valor será apoiado pelo BNDES e um terço temos que arrecadar com nossa rede de apoio. A dinâmica da campanha é TUDO ou NADA. Se a gente não atingir a meta mínima, o BNDES não dá Match, o valor volta para você e nós não poderemos realizar o projeto.

Para mais informações entre em contato com a gente pelo e-mail mestresirso.filme@gmailcom ou pelo whatsApp 21 97977 9636. 

Contribua e compartilhe essa iniciativa.

Acompanhe as nossas redes. 

https://www.facebook.com/mestresirsofilme/

https://www.facebook.com/sirso.carlosazevedoneiva  https://www.instagram.com/mestresirsofilme/